Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Premiados TOP + Reposições Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Muitos filmes de grande qualidade não têm o destaque que merecem, passando quase despercebidos. Por razões meramente económicas, as verbas promocionais concentram-se apenas em meia dúzia de títulos "mais comerciais". Para contrariar esta tendência, criámos este espaço de partilha e entre-ajuda, onde todos podem participar: escolha os filmes que achou mais marcantes e deixe o seu comentário.
Foram encontrados 5 comentários. Resultados de 1 a 5 ordenados por data:
The Darjeeling Limited (Pontuação: 10)
TrailerAlugar
On the Road with the Brothers, 2008-05-05
Possivelmente o melhor filme de Wes Anderson, "The Darjeeling Limited" conta-nos a inesperada aventura dos irmãos Whitman (Adrien Brody, Owen Wilson e Jason Schwartzman) que iniciam uma viagem espiritual para a Índia, em busca de respostas interiores para os seus conflitos pessoais, onde a ausente cumplicidade entre irmãos, a fria independência da mãe e a morte do pai funcionam como os vectores determinantes.

Mas, por entre o choque das relações entre eles, alimentadas pela mais variada colecção de comprimidos e outras substâncias que tomam sem controlo, surge um laço que os vai unir numa situação única, e que mudará o curso da viagem, bem como a sua intenção inicialmente prevista.

Com o seu estilo narrativo muito próprio, Wes Anderson cria em Darjeeling um momento de grande cinema, enquanto fiel retrato das emoções humanas inerentes ao conceito familiar e ao contacto com outras culturas, neste caso específico. Uma vez mais, Wes reafirma o fantástico realizador e contador de histórias que é, sobre uma visão estética muito peculiar e específica, a que já nos habitou nos seus títulos anteriores, e dirige três grandes actores no encanto quase musical, repleto das mais absurdas e cómicas situações que se intercalam com momentos de felicidade e tristeza, tal como a própria vida.

Um dos maiores títulos entre nós estreados este ano.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
Nome de Código - Cloverfield (Pontuação: 8)
TrailerAlugar
Os fantasmas da América, 2008-05-05
Eis um exemplo fantástico da força do marketing do cinema (cultivado pela pouca informação que o site dispunha, o que lançou uma curiosidade insaciável no público e despertou uma procura enorme na Internet), feita, refira-se antes de mais, com uma coerência e qualidade reais (em oposição, por exemplo, ao medíocre O Projecto Blair Witch). Sobre o olhar atento de J.J. Abrams (A Vingadora, Perdidos, M:I:3) que deu a cara pelo filme e se sentou comodamente na cadeira da produção, o realizador Matt Reeves (que veio do mundo da TV, tal como Abrams) concebe uma obra distinta a vários níveis, e que nos dá que pensar sobre o cinema e o seu futuro.

Filmado com uma câmara de vídeo (que, surpreendentemente, não cansa visualmente o espectador um único minuto), "Nome de Código: Cloverfield" é-nos mostrado pelas pessoas da festa, que gravam tudo durante o seu infernal percurso pela cidade – e é sobre esse dispositivo de documentário/filme que nos é apresentada esta obra vibrante, que nos dá conta de uma arrojada realização e montagem, bem como uma clara noção dramática e de suspense tão bem medida e perfeitamente distribuída pelos curtos 85 minutos do filme. São vários os géneros incluídos nesta obra, que fazem dela um objecto de cinema original, onde o seu misticismo (e o final), pendurados sobre a questão da problematização do “propósito de tudo ter acontecido”, recordam, inevitavelmente, a obra-prima "Os Pássaros" (1963), de Alfred Hitchcock.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
A Estranha Em Mim (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Jodie, The Amazing One, 2008-05-05
Jodie Foster. Capaz das mais variadas interpretações, de arrancar do espectador o mais encantador ou sombrio sentimento; somos aqui presenteados durante duas horas com um dos seus maiores momentos de sempre; sobre si se encerram as mulheres, os homens, os cidadãos do mundo, a vingança, a justiça, o desencantamento e, sobretudo, o rosto humano da actualidade.

Com "The Brave One", Neil Jordan mergulha o espectador num rio de problematização sempre actual – a que nível funciona o conceito de justiça? De que forma pode este ser singular ou plural na mente das sociedades? Nos olhos de Erica Bain reflecte-se o medo contemporâneo, a face do mundo de hoje, que se alimenta do constante desentendimento entre os homens e as civilizações, que nos faz entender a questão de acção/reacção que é inerente à história, e que tão bem funciona como espelho da identidade humana.

Quer nas personagens de Erica (Jodie Foster) ou de Mercer (Terrence Howard), é visível em ambos que necessitam de manter viva a ideia de justiça, a questão prende-se com o facto do limite que esta impõe, que a separa de bem e mal, e que nos remete a nós para uma procura interior em simultâneo.

Um filme irreprensível, em constante amadurecimento e de uma enorme força, seja pela sua originalidade narrativa como pela sua redefinição de um género de cinema, tão vincado nos anos 70 por personagens como Dirty Harry ou Bullitt.

Aqui se encontra um dos títulos maiores do passado ano de 2007.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
Expiação
TrailerAlugar
A original revisitação do cinema clássico, 2008-05-05
Expiação: do Lat. expiatione s. f., acto para aplacar a divindade; castigo ou sofrimento de pena, uma compensação do delito praticado; penitência; reparação.

Baseado no aclamado romance de Ian McEwan, o realizador Joe Wright agarra todo o potencial desta obra literária, e transforma-a num filme possuidor de uma qualidade temática invejável, muito bem complementada pela sua segura realização, vestida de momentos artísticos de grande relevância (o notável plano-sequência na praia entre os soldados é um verdadeiro tour de force).

Toda a narrativa é construída sobre personagens de enorme peso humano, e Keira Knightley volta a demonstrar porque é uma das maiores actrizes da actualidade, acompanhada do sólido James McAvoy, um condenado inocente que carrega em si um pecado que não lhe pertence. No fundo, temos um brilhante ensaio sobre o efeito destrutivo e galopante do crime de uns, que marca o castigo de outros, e sobre esta premissa desenrola-se este estupendo drama que nos remete para as vicissitudes da vida, para aquele amor intemporal e sobrevivente à mancha humana de qualquer pecado, para a procura incessante da redenção.

Numa saudável convergência de ideias, o que McEwan e Wright nos oferecem no final é uma profunda análise ao diptíco "Ficção/Realidade" enquanto ferramenta-chave no processo no decorrer de uma vida, e sobretudo, da importância do papel que se representa no interior da mesma.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
Blade Runner - Perigo Iminente (Blu-Ray) (Pontuação: 10)
TrailerAlugar
Cinema de Culto para ver e rever, 2008-05-05
"Blade Runner" é um caso de cinema absolutamente único na sua dimensão de arte. Filmado sobre o registo do melhor cinema noir e com toques ciberpunk (tão presentes nos mais variados artefactos culturais da sociedade actual), esta obra mantém, volvidos todos estes anos, uma frescura, beleza, originalidade e sobriedade absolutamente intocáveis, que o tornam num imaculado objecto de culto da sétima arte, e que figura, por isso mesmo, em grandiosos lugares de qualquer selecção cinematográfica que se efectue.

São incontáveis os momentos que ficam para sempre gravados no nosso imaginário, para além da fabulosa mise-en-scene, da riquíssima linguagem simbólica dos corpos (humanos e não humanos) e dos espaços - exemplos muito copiados até aos dias de hoje, poucas vezes bem conseguidos, mas sobretudo nunca ultrapassados.

Um objecto incontornável (e um marco na ficção científica), que se redescobre a cada visionamento, com mais e maior graça.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos