Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Muitos filmes de grande qualidade não têm o destaque que merecem, passando quase despercebidos. Por razões meramente económicas, as verbas promocionais concentram-se apenas em meia dúzia de títulos "mais comerciais". Para contrariar esta tendência, criámos este espaço de partilha e entre-ajuda, onde todos podem participar: escolha os filmes que achou mais marcantes e deixe o seu comentário.
Foram encontrados 6 comentários. Resultados de 1 a 6 ordenados por data:
A Paixão de Cristo (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Um filme difícil, 2017-06-11
Um filme gráfico e fiel no seu relato da Paixão e morte de Jesus Cristo. Devo dizer que sou crente e por isso para mim este filme não foi somente um relato fiel aos evangelhos, mas também uma experiência espiritual intensa e marcante. Vi o filme há anos e lembro-me muito bem da emoção das cenas finais. Foi algo mais do que uma cena tocante e comovente; foi o culminar de uma experiência de fé e redenção protagonizada por este misterioso homem que viveu há 2000 anos e que - assim o crêem muitos seres humanos - vive hoje ainda. Gostei especialmente da utilização de aramaico e latim nos diálogos. Essa opção de Mel Gibson confere ao filme um grau adicional de fidelidade aos eventos históricos que retrata; o som daquelas línguas esquecidas reverbera no nosso cérebro e transporta-nos a tempos longínquos e complexos. A interpretação de Jim Caviezel é notável. Trata-se de um marco da filmografia espiritual do século XXI.
Por António Antunes (LISBOA)
Ressurreição (BLU-RAY) (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Um filme intrigante, 2017-06-11
Um filme interessante sobre a ressureição de Jesus e os tempos de incerteza e perseguição dos seus primeiros seguidores. O filme mostra a saga de um chefe militar do exército romano encarregue de acabar com as primeiras erupções do cristianismo logo após a morte de Jesus. Numa primeira fase, este homem é implacável. Racional, determinado e corajoso, ele tenta perseguir os apóstolos e Maria, a mãe de Jesus. Por alguma razão, acaba sempre por fracassar. A perseguição aos primeiros cristãos, em fuga para a Galileia, leva-o a questionar os seus pressupostos e as suas certezas. O filme tem uma interpretação convincente de Joseph Fiennes no papel do soldado romano. A narrativa é rigorosa, embora no final se torne um pouco mais expectável, também devido ao facto de a história desse período ser conhecida: Jesus aparece aos discípulos na Galileia antes de se retirar definitivamente deste mundo. A cena final - que não vou estragar - é um excelente corolário para este filme intrigante, dirigido a crentes, agnósticos e ateus que queiram compreender este mistério de 2000 anos.
Por António Antunes (LISBOA)
Os Guardiões da Galáxia (BLU-RAY 3D) (Pontuação: 8)
TrailerAlugar
Espetáculo para a família, 2016-01-24
Um belo filme para toda a família. Conseguiu manter todos os meus filhos e sobrinhos agarrados ao ecrã e no fim toda a gente estava aos pulinhos nas cadeiras. A história é relativamente linear mas aqui e ali consegue surpreender, nomeadamente no fim, quando o salteador-mor sorri ao perceber que foi enganado pelo Star-Lord - ou talvez já soubesse o que se iria passar.
Por António Antunes (LISBOA)
Bem-Vindo ao Norte (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Comédia francesa no seu melhor, 2013-07-16
Para quem anda distraído com outras filmografias, eis mais um filme francês de qualidade. Neste caso trata-se da história de um funcionário dos correios que, por erros próprios, acaba por ser transferido para o norte de França, o Nord-Pas-de-Calais, também conhecido como a terra dos Chties. O filme entrelaça pequenas histórias de familiares com a progressiva adaptação do herói ao ambiente do norte, incluindo cenas que decorrem dos habituais estereótipos regionais presentes em todos os países.
Desempenhos sólidos de Gad Merad e Dany Boon, apoiados por um elenco de atores secundários forte. Um excelente filme para um serão passado em família, que no final nos deixará a todos bem dispostos e com vontade de ir viver para o norte!
Por António Antunes (LISBOA)
O Menino Nicolau (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Uma comédia para a família, 2013-04-12
Se, como eu, tem uma família numerosa, este é o filme para ver com os seus filhos. A trama anda à volta das aventuras e desventuras de um garoto chamado Nicholas e dos seus amigos. O filme tem também algumas histórias paralelas, como a da carreira profissional do pai de Nicholas, as iniciativas neuróticas da sua mãe, etc. Os atores são sobretudo crianças que, tendo em conta a idade, se desenvencilham muito bem. Desempenhos sólidos também os de Kad Merad e Velérie Lemercier. O que fica do filme é o encanto do universo infantil nele retratado, num fundo de uma sociedade conservadora como era a sociedade francesa do final dos anos 50 e início dos anos 60 (a julgar pelos modelos dos automóveis), mas ao mesmo tempo humana e cheia de humor.
Recomendo vivamente; pode ser visto com crianças sem receio de linguagem ou imagens inapropriadas.
Por António Antunes (LISBOA)
O Ritual (BLU-RAY) (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Este não é um filme de terror, 2011-12-01
Devo dizer que acho completamente errada a ideia de que este é um filme de terror. Este filme aborda um tema difícil - a existência do Mal, com letra maiúscula - que angustia a humanidade desde os seus primórdios. Fá-lo na perspetiva do catolicismo e, na minha opinião, fá-lo bem e com rigor. A argumento parte de um jovem atormentado pela sua existência que parte à procura da sua redenção num seminário. Após uma série de peripécias, ei-lo em Roma num curso para exorcistas ministrado por um experiente padre dominicano (creio eu). Este recomenda-o a um velho amigo, o padre Lucas, que é uma espécie de João Semana espiritual. Daí ele parte para uma jornada de aprofundamento da sua fé, sujeito às duras provas a que os espíritos malignos o vão sujeitando, mas que irão culminar na prova extrema, em que tudo é possível e o desastre parece inevitável.
O desempenho dos atores é sólido. Gostei especialmente do Anthony Hopkins e do ator que faz de padre Xavier. Bastante bem também a atriz Alice Braga (será filha da Sónia Braga?) e do ator principal, Colin O'Donoghue.
Voltando ao início, este filme deve ser abordado como a descrição de uma jornada de luta entre a fé no poder de Deus, e a tentação sempre presente do Mal. Um tema com toda a atualidade e transversal a todos os homens e a todas as religiões.
Por António Antunes (LISBOA)

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
06/Jun
Trailer
24/Mai
Trailer