Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Muitos filmes de grande qualidade não têm o destaque que merecem, passando quase despercebidos. Por razões meramente económicas, as verbas promocionais concentram-se apenas em meia dúzia de títulos "mais comerciais". Para contrariar esta tendência, criámos este espaço de partilha e entre-ajuda, onde todos podem participar: escolha os filmes que achou mais marcantes e deixe o seu comentário.
Foram encontrados 20 comentários. Resultados de 1 a 20 ordenados por data:
1408 - O Filme (Pontuação: 5)
TrailerAlugar
Quarto Surpresa, 2011-08-25
Verdade seja dita, deparei-me com este filme várias vezes na minha vida, mas nunca me apeteceu pegar nele e ver... Não sei porquê, não estava a ver a sair daqui um filme que gostasse. Mas felizmente estava engano e saiu algo até engraçado. Não é nenhuma obra de arte, mas é porreiro para se ver. A história trata-se de um escritor, que enfia-se no pior local de trabalho.... Mas passando a explicar, um homem simples, que nega a existência do paranormal, passa de norte a sul por hotéis e estalagens dormindo em quartos supostamente assombrados! Em toda a sua vida de explorador e mesmo relatando alguns contos mais assustadores nos seus livros sobre situações estranhas, nenhuma se a compara ao que ele viria a viver no quarto 1408 do grande Hotal Dolphin!
Nunca ninguém saiu daquele quarto com vida, as mortes acontecem das mais variadas formas, e ele vai fazer de tudo para provar que nada de errado existe com o quarto. Infelizmente aquela divisão não é mesmo normal, e vai transportar a personagem para um mundo replecto das suas memórias e daqueles que por lá passaram. Uma enorme dose de surrealismo que o transporta aos confins da realidade, do que é ou não verdade. Ele vai lutar com todas as suas forças para conseguir chegar ao fim!
Achei o filme interessante, mas podiam ter aproveitado melhor a ideia e prolongar o susto inicial. Esse sim foi o que teve melhores momentos.
Quem não tiver que ver e quiser uma boa e garantida, distracção, já sabe!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
The Mist - Nevoeiro Misterioso (Pontuação: 8)
TrailerAlugar
Ironia em Estado Gasoso, 2011-08-25
Argumento de Stephen King. Preciso de dizer mais alguma coisa? Para muitos, este nome ainda não soa de forma obrigatória... Ou então sou eu que sou um grande fã dos seus livros. Mas de qualquer maneira, é mais do que recomendado para quem gosta de terror e muito mistério. Aliás, mais mistério do que terror. Em todos os filmes baseados em contos do King, nunca podemos ter a certeza de como o filme vai acabar. Aliás, nunca podemos ter a certeza de nada.
Um estranho nevoeiro aparece sobre uma pacata cidade Americana. Os cidadãos, com medo, refugiam-se onde podem. Neste caso, num super mercado que fica cheio de gente assustada. Os que se atrevem a sair, nunca mais volta... E o que volta, são apenas restos mortais. Uma equipe bem formada e armada até aos dentes, decide que se é para morrer, mais vale tentar e explorar o desconhecido. Abandonam o super-mercado com boas esperanças, sabendo que será uma caminhada para a morte. O mais interessante nesta história, é que a realidade dos factos é outra... E o exercito Americano já começou a evacuar as áreas e a limpar aquilo que foi uma experiência mal sucedida!
Será que vão a tempo de impedir este grupo de continuar a viver como se fossem morrer? Só vendo! Mais do que recomendado, um filme magnético.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Halloween (Pontuação: 6)
TrailerAlugar
Um Remake de Luxo, 2011-08-25
Um novo Halloween? Será mesmo verdade? Esperam, é um Remake... Um Remake? Mas isso é péssimo, os remakes são sempre manhosos e negativos... Pois... Esta foi a minha reacção quando me falaram desta nova versão do assassino Michael Myers. Mas depois lá li o nome Rob Zombie algures... E a coisa ficou com melhores olhos. O Rob Zombie já fez dois filmes que eu adoro, e toda a gente sabe quais certamente. No entanto, estamos a falar de um realizador que tal como eu Adora os clássicos, e fez algo que é raro acontecer: Criar um Remake decente. Este Halloween é realmente muito bom, e não fica na lista negra. O filme agarra tudo o que fez do original um sucesso, e transporta-o para a nova geração. Incluindo a essência.
A história continua igual, um jovem rapaz perturbado, com inícios psicopatas decide fazer uma limpeza em casa... Matar o chulo do padrasto, esfaquear a galdéria da irmã, e espancar o seu namorado! Só restou mesmo uma irmã pequenina e a mãe, interpretado pela bonita Sheri Moon Zombie. Este inicio é fantástico, tem tanto de brutal como de animalesco, e isso não se vê todos os dias. O pequeno Michael é levado para um instituto e passa lá o resto da sua vida, até fugir... E ele vai voltar, para ir buscar a irmã.
O realizador conseguiu conter todos os aspectos fantásticos dentro da sacola, e isso valeu-lhe um grande, grande triunfo!!! Mais que recomendado para esta juventude!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Sacrifício Humano (Pontuação: 6)
TrailerAlugar
Viver e Morrer no México, 2011-08-25
Argumento mais simples que este não existe: Um pequeno grupo de amigos decide ir ao México e aproveitar o melhor que aquele país lhes pode dar... Diversão, drogas e mulheres. O Americanos têm essa visão do México, que eles lá estão para entreter meninos ricos com desejos. Mas o México tem economia e vontade própria. E neste caso, grande parte da economia é gerada pela Droga. O que eles não sabem, é que alguns traficantes usam rituais e sacrifícios humanos para melhorar o negocio. Até aqui, nada de novo, e se realmente desconhecias esta faceta de alguns países como México, então deves mesmo ver este filme. Muito sangue, muita acção, e para melhorar, é supostamente baseado em factos reais... O que eu duvido que tenham acontecido exactamente por esta mesma ordem como está exposta no filme... A menos claro, que se tenha passado com o Super-Homem! Mas voltando ao filme... 'Boderland' Está para a América, como o 'Hostel' está para a Europa. Sádico e Perturbador nas suas acções. Pessoalmente achei interessante ver o desenrolar dos acontecimentos, e apesar da história já não ser grande novidade, achei um filme que deve ser visto por quem gosta de Terror. Vale mesmo a pena, tem uma dose de violência bem coordenada, embora que ao estilo Americano, mas tem!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Pântano Negro (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Demasiado Bom!, 2011-08-25
Geralmente não sou grande fã de filmes com animais... Mas quando estes são selvagens e esfomeados... Porque não?! Crocodilos... O que me dizem eles? Muito, especialmente se estiver frente a frente com um. Mas ainda bem que não tive, e a minha experiência foi com este fascinante filme. Eu realmente fiquei fascinado pelo realismo deste titulo, é incrível... E não estou a falar de gráficos nem da quantidade de sustos.... Estou a falar de algo mais, algo mais profundo que capta a atenção, e todos os sensores do nosso corpo. Quando isso acontece, sabemos que estamos perante um obra grandiosa!!!
A historia é simples, uma família vai de férias e decide dar uma voltinha pelo pântano... Parece um Cliché, mas não é. Um crocodilo enorme aparece, levando com ele o pequeno barco com o seu piloto! Agora, três pessoas estão presas, refugiadas nas árvores e se pudessem voltar atrás no tempo, nem saiam de casa! Tudo isto é simples e básico de prever, mas o melhor ainda aí vem... O medo, o clima, a pressão, os arrepios, os sacrifícios, e todas as acções que os três indivíduos fazem para sobreviver num habitat onde o rei é grande, verde e nada que é uma maravilha!
Este filme fascinou-me pela realização próxima da audiência, como se nada fosse ocultado, onde o medo não é exagerado, e até onde não existe aquele drama chato e já visto Americano.
Se gostam de filmes puxados ao limite, com animais selvagens, e com uma grande dose de intensidade este filme Australiano é mais que recomendado!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
A Máscara do Terror (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Brincadeira ou Realidade?, 2011-08-25
Eu fui criado e educado nas sombras dos grandes filmes, em que o terror era uma cultura e hoje são clássicos. Ver este filme baseado num simples homem que diz querer ser o próximo grande Assassino em Série, fez-me pensar se realmente isso podia acontecer... E não é que conseguiu? Pena que este é um exemplo isolado, e o Leslie Vernon é apenas uma sombra do culto de Jason Voorhees, Michael Myers, etc.
O filme é interessante, pois reúne uma uma espécie de sátira aos grandes filmes de Terror Americanos. Trata-se de um homem que chama uma equipe de jornalistas e os convida a relatar em primeiro lugar a escanção de um novo assassino. Claro que tudo isto no filme é tão parvo como parece. Nem o próprio assassino parece tão certo do que anda a fazer. Durante o filme vemos alguns treinos que os assassinos supostamente fizeram, aprendemos algumas técnicas da mítica matança, e ainda nos rimos com tudo isto.
Mas e se de repente, tudo se tornasse verdade? E se realmente vidas estivessem em jogo no meio de tudo isto? Pois... O Legado de Leslie Vernon é pré-destinado desde o inicio, cresceu como um perturbado, viveu como um assassino e morreu nas mãos daquela personagem forte e determinada que actuou em muitos outros filmes. Sim, Leslie Vernon conseguiu todos os seus sonhos, mas quando realmente nos apercebemos da incrível jogada que esteve sempre ocultada... Sentimos um friozinho pelo corpo a cima!
Um filme recomendado, com toques realmente bons e sem abusar nos métodos. Recomendado!!!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
The Crazies - Desconfia dos teus Vizinhos (Pontuação: 5)
TrailerAlugar
Vizinhos Instintivos, 2011-08-25
Ora cá está mais um filme que não parece, mas é de zombies. Tendo em conta que o filme retrata o processo de um misterioso virus se propaga numa pequena cidade dos Estados Unidos da América! Este vírus faz com que as pessoas se tornem um tanto raivosas e decidam atacar tudo e todos, baseando os seus instintos nos desejos mais obscuros e recatados das suas mentes. Como quem diz, fazer coisas menos positivas... Como incendiar a própria casa com a família lá dentro, matar os vizinhos e entre outras coisas que supostamente não deveriam de acontecer... Mas isto é ficção e tudo pode acontecer, basta este pequenino fulminar para que nasça um filme interessante, mas pouco ilustrativo... Para quem gosta de zombies, não vai apreciar muito este 'The Crazies'... Não é o típico filme que representa uma actividade zombie. É mais soft, e tenta ser mais 'realista'.
The Craziest não precisa de muito mais, nem sequer se esforça. Fazem muita referencia à produção envolvida, mas este é e será um filme completamente banal. Todos os dias da semana, para o resto da vida.
Acaba por ser uma mais valia para quem gosta de terror, mas o comportamento das personagens está cheio de clichés e torna-se repetitivo saber o que vai acontecer.
Terror Americano, tipicamente baseado em sustos e suspense.... The Crazies podia ser muito, mas muito melhor.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Thirst - Este é o Meu Sangue... (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Sangue e Amor, 2011-08-07
É mesmo uma história de Amor e Sangue. Sem dúvida um dos cinco melhores filmes de vampiros já feitos. Não são muitos os filmes que realmente são bons no âmbito vampiresco, mas os clássicos já lá vão, e o que nos resta...? Pouco, muito pouco, e grande parte dessa ninharia é o 'Thirst', um filme brilhante. Assisti a este filme no FantasPorto, sabendo que seria minimamente bom devido ao realizador (Chan-Wook Park), mas nunca pensei que mais uma vez me voltasse a surpreender. Thirst é do inicio ao fim um recheio de contradições para a vida de um simples padre, que apenas queria ajudar a sua comunidade. Através do seu espírito de ajuda e bondade, alista-se para testar um novo programa médico onde apenas ele sobrevive. Já considerado santo, a fama incomoda-o... Mas para não bastar apercebe-se do seu gosto por sangue, o qual não consegue controlar. Para complicar ainda mais, não resiste às tentações de uma bela e jovem amiga, e acaba por cometer uma serie de 'pecados' que os vão levar à loucura. Entre o sacrifício carnal e sentimental que estes dois vão causar, é realmente muito bonito ver o final... Um final como eu nunca vi num conto de vampiros e onde eu realmente considero ser um ponto extremamente bem feito e bem aplicado. 'Thirst' recomenda-se, a todos!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
O Comboio dos Mortos (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Morgue Sobre Rodas., 2011-08-06
Todos sabemos que os contos de Clive Barker sempre foram óptimos para jogos e Banda-Desenhada. Mas e quanto a filmes?! Estava extremamente receoso deste trabalho, mas acabou por ser um excelente exemplo de que quando as coisas são bem feitas, nada há a temer. ''Comboio dos Mortos'' é tão doce na ficção como no extremo da violência. Para um filme destes, é preciso não só criar um bom ambiente, mas sim uma forma de viver... É preciso criar uma atmosfera e a cima de tudo uma rotina citadina. O que foi um factor chave para fazer deste filme algo tão violento, mas que no fundo acaba por transbordar de banalidade. Tirando os gráficos que acompanham o trabalho dos actores, temos também no ecrã os momentos mais artísticos e obsessões conspiratórias.
É um argumento interessante, mas penso que poderia ser muito mais explorado. A violência é de facto enorme, o que faz deste comboio uma verdadeira Morgue Sobre Rodas.
Um filme necessário para quem não vive sem o barulho dos ossos a quebrar e a carne a rasgar!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
O Corpo de Jennifer (Pontuação: 4)
TrailerAlugar
Corpo de Lucro, 2011-08-06
Pois, é como o titulo diz... Corpo de Lucro, apenas e só. Não que o filme não tenha um bom argumento, porque tem... A questão é que é um argumento tão bom como qualquer outro de série B. Só que com uma diferença.... Este tem uma equipa com uma produção de milhões de Euros, e claro, a menina da actualidade, a Megan Fox.
É um filme medíocre, em que não há muito a dizer. Há boas interpretações claro, estamos a falar de uma produção profissional, mas no final... É um filme que nem é terror, nem um daqueles filmezinhos para adolescentes. Então o que é? Pois... Acaba por ser uma mistura ainda mais comercial. É um filme que quer à força chamar as atenções, e obrigatoriamente entrega uma pequena dose de terror no visual da Megan Fox.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Dentes (Pontuação: 5)
TrailerAlugar
Dentes Afiados, 2011-08-06
Mais um muito bom filme, com a sua piada interna. 'Dentes' não é propriamente novidade, é um conceito já muito antigo que se tem mostrado eficaz nas artes, e no cinema não fugiu à regra. Acabou por ser um sucesso, ainda que fizesse-se alguma comichão pelo publico. A história é simples, uma rapariga que nasceu fisicamente diferente... Com dentes na sua vagina, e que com o tempo lhe vão dificultar as actividades sexuais. O que mais sai à vista neste filme são dois actos, o primeiro; sendo o susto, o problema, a doença... E o segundo acto, passa a ser o controlo, a satisfação e a recompensa.
É uma obra interessante, forte e intensa, mas principalmente sem medo da exposição. O que torna tudo ainda mais simples. Claro que poderíamos ficar a pensar na mensagem que o filme tenta passar, como já o disseram, mas sinceramente.... Não acho que se aplique neste caso. É puro entretenimento, e é assim que deve ser visto. Chamo mais uma vez o que já foi também referido e bem, que é sem dúvida o puder da atracção feminina, neste caso como disse a cima, depois do susto vem a recompensa e satisfação. A jovem tem uma arma que ninguém imagina, e totalmente fatal... Se tivessem de fazer uma sequela, seria uma das mais brilhantes assassinas do novo Século...
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Taxidermia (Pontuação: 8)
TrailerAlugar
''Fisicamente a Mais..., 2011-06-03
''Taxidermia... O filme Húngaro é um dos meus favoritos desde que o vi há uns bons anos! É uma mistura de muita coisa, mas sobretudo, uma mistura do que existe no presente, como se conhece esse presente e de quem o trouxe à deriva.
A história é simples e usa cenários e diálogos que fazem do filme uma suposta obra ''Bizarra'', o que não acho. Não é propriamente um trabalho 'Soft', mas também não é exageradamente 'estranho'. O filme conta de forma humorada o caminho percorrido por três gerações diferentes, neste caso Avô > Pai > Filho. O primeiro, neste caso o Avô, um soldado da Segunda Guerra Mundial. Sexualmente frustrado, vive com o seu general e passa os dias a desejar a mulher e as filhas deste. Tantas são as fantasias e os desejos, que um bebé acaba por nascer... Sendo este o Pai. Cresce e torna-se num campeão (ou quase...) de concursos de comida Internacionais. Conhece uma figura também do meio 'artístico', e casam-se! Aparece o Filho, que apesar da obesidade dos pais, cresce magro e sem interesse pelos desportos de comida. O nome 'Taxidermia'' vem mesmo da profissão desta última personagem, que é nada mais nada menos que um Embalsamador de animais e um pouco de tudo o resto.
As histórias das personagens são ditadas com aquele gostinho fora de moda, com um humor tão verdadeiro que faz com que as personagens vivam num mundo à parte, mesmo interagindo com pessoas totalmente normais!
Taxidermia é a insatisfação de nunca ser completo, de todas as figuras nunca terem vivido o quanto deviam, da solidão e ainda, da inadaptação ao mundo.

O realizador György Pálfi, conseguiu reunir todos os detalhes necessários para que nada estivesse em falta, desde a alusão ao surreal, ao detalhe das diferentes gerações e mesmo ainda, um pouco da abundância estranha que existe no mundo.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Cópia Certificada (Pontuação: 9)
TrailerAlugar
Realidade ou Brincadeira?, 2011-06-03
Sem dúvida o filme que me faltava ver... Eu precisava disto, precisava de mais este bocadinho de protagonismo... E não sei bem para quê. Mas sei que me faltava.
''Cópia Certificada'' é a magia de realçar o banal, para o espectacular... Isto num lado, porque no outro somos brindados com um desenrolar de duas personagens que nos envolvem a mente do inicio ao fim. A irresponsabilidade é para muitos um acto negativo, mas aos olhos filosóficos de James, é a única forma de aproveitar a vida. Já a madura e responsável Elle acha que tudo isso é bonito, mas dentro dos livros, pois a responsabilidade é uma qualidade indispensável. Estas duas personagens apresentam-se e envolvem-se a cada passo... Discutem as pequenas coisas do dia a dia, e retratam uma relação na era actual, baseada em encontros e desencontros. Ela toma o papel de esposa dedicada que de tudo faz para chamar a atenção do marido, este distante e distante, justificando que com a idade o amor exprime-se de forma diferente... Mas será assim? Será que as longas e apaixonadas relações de mutua companhia estão determinadas a não existir na era moderna? Elle acredita que não, e acredita que as constantes contrariações de James são apenas mais uma fase birrenta, como muitas outras...
Serão eles um casal de verdade? Ou apenas assumem papeis para se poderem exprimir? Um filme cheio de emoção, que não foge ao toque simples e quotidiano.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Canino (Pontuação: 10)
TrailerAlugar
Brilho Afiado, 2011-06-03
Há muito, muito tempo que não encontrava um filme como este ''Kynodontas'', e foi desde o primeiro minuto que lhe atribuí a nota máxima. Pois só por aí, dá para perceber a grande qualidade deste filme. A história, essa podem verifica-la na sinopse do filme. Não há realmente nada a acrescentar... Imaginem uma família que priva os filhos de toda a informação do mundo exterior... Para eles, apenas a casa e o quintal existe, nada mais do que isso. Não sabem o que é um telefone, não vêm filmes e a música que ouvem é muito escassa! Tudo isto para poupar os filhos à realidade sórdida de um mundo exterior, privatizando-os assim de todas as coisas normais. Há um certo sentimento por de trás de tudo isto... Ou será que é apenas uma ideia e criação exposta pelo criador? De qualquer forma a interpretação das personagens é simplesmente tocante e apaixonante. Como um brilho afiado que nos desce até ao bom censo e nos grita; Tu Não Existes! E lá convencemos a sanidade que a estadia no nosso corpo é simples e só temporária! ''Os Pequenos'' passam a vida a brincar no quintal, numa realidade que não lhes pertence... Do incesto à violência e da protecção ao abuso, ''Canino'' é um filme que vai continuar a surpreender, pois faz parte daqueles filmes que estão isolados de todos os outros.
Extremamente recomendado para quem sabe e gosta de apreciar bons detalhes, com um final extremamente curioso, que vai certamente deixar muito boa gente curiosa e zangada.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Singularidades de uma Rapariga Loura (Pontuação: 5)
TrailerAlugar
História de Bolso, 2011-06-03
Este é provavelmente o único conto de bolso por parte de Manoel de Oliveira. Mesmo em outros trabalhos, como curtas-metragens por exemplo, existe um maior complexo de raízes que tanto nos habituou nos seus trabalhos.
Este filme é simples e directo, não esconde nenhum mistério e não envolve praticamente um enredo difícil de identificar desde inicio. Para grande parte do público, a história de um rapaz que se deixa levar pela beldade de uma rapariga loura, pode não ser novidade... Mas o misto entre os tempos, esse continua a ser o mesmo. Conto adaptado do original de Eça de Queiroz, continua a ser uma estranha realidade nos dias de hoje. Foi nesse mesmo âmbito que Manoel de Oliveira decidiu misturar o conto original, nos dias actuais. Uma bela mistura, que não estou a ver a passar de moda...! No entanto fica a pena de não ser nada mais que uma história de bolso, pois estamos a falar de um realizador de capaz de coisas estonteantes como ''Vale Abraão'' entre muitos outros.
História simples, com um final que contorce todo o filme, e que merece ser visto.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Ken Park - Quem És Tu (Pontuação: 8)
TrailerAlugar
Juventude sem Retorno, 2011-05-14
''Mais um filme para a mente pedófila de Larry Clark'' - Este foi o primeiro comentário que ouvi sobre o filme Ken Park. Não me admira que algumas pessoas pensem assim depois de verem os trabalhos ''Kids'' de 1995 e em 2001 este 'Ken Park', escritos por Larry Clark. A meu ver são apenas pequenas mentes com receio de permanecer acordadas até ao final de filmes como este. Como o realizador diz e bem, o que está está e não leva nenhuma censura. Não gostam? Paciência, o mundo é assim e a juventude não é muito diferente. Ken Park é um segmento da destruição proporcionada pelos problemas de família, falta de compatibilidades entre estes e a cima de tudo um reflexo de desleixo. Não está afastada da realidade, apenas está altamente ilustrada, como que uma piada de mau gosto embrulhada num presente para todos os pais desse mundo fora. Estes claro, não devem gostar muito de ter recebido uma surpresa destas... Especialmente quando este filme se diz ser totalmente demasiado valorizado. Sim, é bastante conhecido, mas isso não quer dizer que quem o veja lhe vá aplicar um boa nota... Então, será este filme uma chacota de experiência para os novos amantes do cinema? É mais isso... Um trabalho que mostra muita coisa pela primeira vez, e torna-se muito cedo um filme bastante intimo para qualquer pessoa.
São muitas as questões destes jovens, que continuam a viver de forma extremista e tão cedo. Entre esquizofrenia, incesto, traição, homossexualidade e ainda violência, estes jovens são empurrados para uma batalha entre complexos. Superioridade contra Inferioridade, ou será ao contrário? De qualquer maneira o rumo é o mesmo... Uma expulsão que pode ser bastante perturbadora para o publico mais sensível. Assim é Ken Park..
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Trainspotting (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Amigos e Hábitos, 2011-05-14
São escusadas apresentações para este grande sucesso mundial... É reconhecido por todos e tem uma grande razão para o ser. É actual, independentemente do tempo em que nos situamos. Há 10 anos atrás, ou daqui a 10 anos, continuará a ser um sucesso. Também visto como uma geração com defeitos e efeitos em especial, eu cá prefiro ver uma perspectiva diferente de toda a droga e efeitos secundários desta, para me focar noutro acontecimento... Que são os amigos. Este filme é bem redireccionado para esse foco, tanto que até havia um Spot televisivo onde a personagem principal aparecia acorrentado às linhas de comboio, e dizia que apesar de tudo o que fazemos, não devemos deixar que os amigos nos acorrentem. Uma perspectiva que passa em paralelo com toda a boa realização e incrível argumento, mas que ma toca mais. De facto os amigos conseguem acorrentar-nos para uma vida menos boa. Não propositadamente, apenas acontece. Na parte em que a personagem decide optar pela 'vida' fora das drogas, uma rotina normal, etc, está também a adoptar um estilo de personalidade... O de ele mesmo. Sem influencias, sem correr atrás de nada a não ser o mais simples e normal.
Não podemos deixar passar todos os bons momentos e detalhes dado às personagens... É um filme cheio de sentimentos por partes muito divididas. Cada um com o seu defeito, cada um com um vicio diferente, e claro, até os prejudicados estão bem exemplificados. Tão bem que perante tanta desgraça o filme ainda nos termina nas mão com uma pontinha de gozo, e bem lá no fundo um suspiro, por tanta sorte nula que há nesse mundo fora. Sim, filme, mas nada que fuja à realidade vivida por muitos.
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Aquário (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Esperança Perdida, 2011-05-14
Um grande trabalho de Andrea Arnold, que retrata a violência psicologia e sentimental imposta nas 'crianças' nos dias de hoje. Mais propriamente nos bairros sociais de Inglaterra. Não é um filme sobre tráfico de droga ou rivalidades de gangs... É algo mais maduro e responsável. É de cariz sentimental que atrapalha os mais pequenos gestos, sendo um deles a esperança. Esperança é o nome que dou à personagem principal, e digo isto porque ela tem esperanças de tudo... De conseguir ter um lugar ao sol na carreira que mais gosta, de conseguir estabilidade familiar e até de ser feliz. O filme é bem expresso e detalhado quando toca a mostrar como se vive o dia a dia por aqueles lados. A tremenda falta de educação, os conflitos entre os vários complexos de personalidade dos mais pequenos até aos graúdos que em são assim tão adultos... Mas já vivem como tal. O fraco grau familiar, especialmente quando há três mulheres em casa com idades diferentes e sempre prontas a provar algo ao mundo. Sentem-se desafiadas com o mínimo acontecimento, crianças que crescem, mas para o sempre permanecem crianças.
Toda a história se forma em torno de Mia, uma adolescente cheia de esperança que se apaixona por um misterioso homem que se relacionou com a sua mãe. Sim, aquela lembrança do filme ''Lolita'' vem à cabeça de todos... No entanto o final é um colapso de tal forma grande que Mia já apenas se move por angustia gerada pela desilusão que é a sua vida.
Um filme que tem sempre momentos inesperados, por mais casuais que sejam as situações, há sempre um pequeno torno de viragem que até nos perguntamos porque foi assim... Mas há coisas na vida que não se trata de puder fazer ou não, apenas fazemos devido a uma força interior.. Assim é Mia e a sua grande vontade de ser feliz, mas isso é um segredo só dela, e qual não deixa que ninguém o saiba!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Aquário (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Esperança Perdida, 2011-05-14
Um grande trabalho de Andrea Arnold, que retrata a violência psicologia e sentimental imposta nas 'crianças' nos dias de hoje. Mais propriamente nos bairros sociais de Inglaterra. Não é um filme sobre tráfico de droga ou rivalidades de gangs... É algo mais maduro e responsável. É de cariz sentimental que atrapalha os mais pequenos gestos, sendo um deles a esperança. Esperança é o nome que dou à personagem principal, e digo isto porque ela tem esperanças de tudo... De conseguir ter um lugar ao sol na carreira que mais gosta, de conseguir estabilidade familiar e até de ser feliz. O filme é bem expresso e detalhado quando toca a mostrar como se vive o dia a dia por aqueles lados. A tremenda falta de educação, os conflitos entre os vários complexos de personalidade dos mais pequenos até aos graúdos que em são assim tão adultos... Mas já vivem como tal. O fraco grau familiar, especialmente quando há três mulheres em casa com idades diferentes e sempre prontas a provar algo ao mundo. Sentem-se desafiadas com o mínimo acontecimento, crianças que crescem, mas para o sempre permanecem crianças.
Toda a história se forma em torno de Mia, uma adolescente cheia de esperança que se apaixona por um misterioso homem que se relacionou com a sua mãe. Sim, aquela lembrança do filme ''Lolita'' vem à cabeça de todos... No entanto o final é um colapso de tal forma grande que Mia já apenas se move por angustia gerada pela desilusão que é a sua vida.
Um filme que tem sempre momentos inesperados, por mais casuais que sejam as situações, há sempre um pequeno torno de viragem que até nos perguntamos porque foi assim... Mas há coisas na vida que não se trata de puder fazer ou não, apenas fazemos devido a uma força interior.. Assim é Mia e a sua grande vontade de ser feliz, mas isso é um segredo só dela, e qual não deixa que ninguém o saiba!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)
Cela 211 (Pontuação: 7)
TrailerAlugar
Liberdade Negada, 2011-05-08
Nós lutamos... Lutamos para a sobrevivência, lutamos para sermos felizes, lutamos pela pessoa especial, e lutamos ainda por quem nos significa tal esforço. Mas toda a luta não é traçada pelo nosso próprio esforço. Há sempre um condicionante. Assim é a história de ''Cela 211''. Um conto de quem sempre seguiu a linha de uma vida cheia de objectivos, e de um momento para o outro tudo isso lhe foge das mãos.
O cinema espanhol tem realmente surgido com filmes de extrema qualidade, o que não é de agora. No entanto actualmente parece ter ganho uma grande imersão de adeptos, e ainda bem. Pode-se dizer que o realizador apanhou bem a onda e levou o seu mais recente trabalho ao patamar mundial onde aos poucos se foi tornando um êxito. Um êxito tal, que uma remake já está em produção. Não que se espere muito, mas sempre fica para a nota.
A história, é o que toda a gente já conhece... Um policia que acaba por ter de fugir de todos os seus objectivos. Plano que começa como escapatória e técnica de sobrevivência dentro de uma prisão, mas quando este se vê sem o seu futuro mais precioso, então o que fazer? Só lhe resta lutar pelo que realmente sente. A grande frustração e condenação que é estar privado das coisas mais simples da vida. Esse é o grande trabalho neste filme, com um motim como plano de fundo, e a grande revolta presidiaria pelos direitos humanos como desculpa! Um excelente filme, que mostra a intensidade e facilidade em que uma pessoa completamente normal, se torna num verdadeiro renegado.
O cinema europeu mais uma vez em grande, com boas participações e um argumento cheio de bons momentos!
Por Tiago Rocha (ALMARGEM DO BISPO)

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos