Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
O Senhor Juiz (L'hermine)
TrailerAlugar
3 Prémios e 5 Nomeações
Realização:
Christian Vincent
Ano: 2015
País:
França
Idade: M/12
Duração: 98 min
IMDB: 6.6
Michel Racine (Fabrice Luchini), um juiz com muitos anos de experiência, é conhecido pela honradez das suas decisões, mas também pela intransigência no que diz respeito à lei e ordem. Todos sabem que, com ele, nenhum criminoso apanha menos de dez anos de prisão. Quando, durante o julgamento de um caso de homicídio particularmente violento, Racine descobre o nome de uma antiga paixão (Sidse Babett Knudsen) na lista dos membros do júri, fica sem saber o que fazer. Anos antes, viveram uma intensa história de amor mas, devido a uma série de equívocos, perderam o rasto um do outro. Este reencontro vai mudar, em muito, a forma como ele olha o mundo…
Com argumento e realização de Christian Vincent ("Quatro Estrelas", "Haute Cuisine - Os Sabores do Palácio"), o filme foi apresentado em competição no Festival de Cinema de Veneza, onde recebeu os prémios de Melhor Argumento (Vincent) e Melhor Actor (Luchini).
Detalhes Técnicos
Duração: 98 min. Vídeo: Widescreen 1.85:1 anamórfico
Áudio: Francês Dolby Digital 5.1
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Justiça é Teatro? (Pontuação: 6)
Eis um muito recomendável filme francês recente, ao qual cheguei procurando o que haveria na Cineteka com o grande actor que é Fabrice Luchini. Não sendo L'Hermine (em português poderíamos traduzir para "A Beca") um grande filme, é um muito agradável exercício cinematográfico sobre a chamada justiça, que supostamente acontece em locais conhecidos como os tribunais. Tal como na vida real, não ficaremos propriamente muito tranquilos acerca da relação daquilo a que assistiremos com o nosso conceito de justiça - sendo um filme de processo em tribunal, não vamos nele encontrar as revelações e catarses a que por exemplo o cinema americano nos habituou, e ficaremos sem saber a verdade, coisa que, paradoxalmente, é a verdade de muitos julgamentos. Para nos sentirmos melhor, temos uma história romântica envolvendo o presidente da instância e uma jurada médica que o havia tratado no passado, completamente inverosímil, mas que humaniza toda aquela frieza jurídica e processual que rodeia o magistrado. E claro, sendo o magistrado Fabrice Luchini, isso já é motivo suficiente para nos interessarmos pelo filme.
Por Pedro Fernandes (PAçO DE ARCOS)2020-04-07
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
18/Jun
Trailer
25/Jun
Trailer