Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Shining - Edição Especial 2 Discos (The Shining)
TrailerAlugar
3 Prémios e 7 Nomeações
Realização:
Stanley Kubrick
Ano: 1980
Idade: M/16
Duração: 115 min
IMDB: 8.5 (129.549 votos)
Com um guião que co-adaptou a partir de um romance de Stephen King, o realizador Stanley Kubrick conjuga actuações vívidas, cenários tenebrosos, cenas em movimento de sonho e choque atrás de choque, tomando o filme num marco do macabro.

Jack Nicholson interpreta Jack Torrance ("Palmas para o Johnny!") num papel marcante. Jack chega ao elegante e isolado Hotel Overlook enquanto caseiro para a época baixa, e faz-se acompanhar da sua mulher (Shelty Duvall) e filho (Danny Lloyd). É a primeira vez que Torrance lá está - mas será esta mesmo a verdade? A resposta reside num acesso perturbante de loucura e homicídio.
Detalhes Técnicos
Duração: 115 min. Vídeo: Widescreen 1.85:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês, Francês, Italiano, Alemão, Espanhol
Legendas: Português, Inglês, Brasileiro, Espanhol, Cjinês, Dinamarquês, Holandês, Finlandês, Francês, Alemão, Italiano, Japonês, Coreano, Norueguês, Sueco
Extras: Disco 1: Filme Digitalmente Remasterizado
Comentário do inventor/operador da Steadicam Garret Brown e do historiador John Baxter

Disco 2: Extras
- Documentário de Vivian Kubrick "O Making Of de Shining", com comentários opcionais.
- 3 Fantásticas Curtas Metragens: Vista de Overlook: A Criação de Shining; as Visões de Stanley Kubrick e Wendy Carlos, Compositora.
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
O melhor Stephen King no cinema! (Pontuação: 10)
O género terror, desde cedo no cinema, sempre teve grande aceitação entre o público. Lembremos por exemplo "Psycho" (Alfred Hitchcock, 1960), "Os Pássaros" (Alfred Hitchcock,1963) "O Exorcista"(William Friedkin,1973) ou mais recentemente "Saw" (James Wan,2004), só para citar alguns que foram grandes sucessos quer de bilheteira, quer em circuito DVD. Stephen King, nome incontornável no género, tem produzido matéria mais que suficiente para manter o género vivo. basta lembrar "Carrie"(Brian De Palma,1976) ou este Shining".
Jack Torrance, desempregado e com alguns problemas no passado, é convidado para ir tomar conta de um hotel no inverno. Mesmo conhecendo o historial de violência daquele hotel no passado, Jack aceita e leva consigo a mulher e o filho, este tem poderes paranormais e tem visões relacionadas com o hotel.
Jack Nicholson tem aqui um dos seus grandes papéis. Aliás, é difícil ver outro actor que não ele, a interpretar esta personagem. Exemplo disso é a versão para televisão do mesmo livro e onde se percebe a dificuldade de um actor qualquer fazer este papel. Na continuação da sua interpretação em "Voando sobre um Ninho de Cucos" (Milos Forman, 1975) e fazendo uma espécie de prólogo para o delírio interpretativo que seria Joker em "Batman" (Tim Burton, 1989), Nicholson provou ser a escolha certa para o papel. Oscilando entre a loucura e a demência total, a sua interpretação de Jack Torrance é magnifíca.
Ao adaptar Stephen King, Stanley Kubrik consegue transmitir o ambiente claustrofóbico e opressivo do romance. Graças a uma realização intensa e perfeitamente simétrica como era apanágio de Kubrick, veja-se por exemplo a cena, repetida várias vezes ao longo do filme, em que Danny percorre de triciclo os corredores, aparentemente intermináveis, do hotel; ou a cena em que Jack olha a maquete dos jardins labirínticos do hotel; ou ainda toda a cena final de perseguição: são exemplos brilhantes do trabalho de camâra muitas vezes feito pelo próprio realizador. O filme resulta numa experiência única de suspense e terror que nunca mais nenhuma obra de Stephen King adaptada para cinema conseguiu transmitir.
Stephen King nunca ficou completamente satisfeito com a versão de Stanley Kubrick, daí que aquele tenha adaptado o seu próprio livro para televisão anos mais tarde ("Stephen King's the Shining", Mick Garris, 1997), muito mais fiel ao romance mas com muito menos terror e suspense que a versão de Kubrik. A verdade é que foi o filme de Stanley Kubrick que chamou a atenção para a força emergente de matéria filmíca que são os livros deste autor e continua a ser uma obra-prima do género.
Uma observação: infelizmente tanto a versão em DVD como a de Blu-Ray não são as versões integrais do filme, o que é uma pena porque uma obra destas já merecia outra consideração por parte das editoras. Não se compreende porque é que ainda andam em circulação as versões comerciais deste filme quando já se sabe que a integral se encontra disponibilizada no mercado americano ou apenas a um clique de distância?
Por Rui Cunha (ALGUEIRÃO)2009-02-26
Se gostou deste título, também recomendamos:
25/Jul
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
25/Jul
Trailer
25/Jul
Trailer