Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Ela (Elle)
TrailerAlugar
64 Prémios e 76 Nomeações
Realização:
Paul Verhoeven
Ano: 2016
Idade: M/16
Duração: 130 min
IMDB: 7.3 (22.253 votos)
Michele (Isabelle Huppert) é uma mulher forte e determinada que sempre soube o que fazer à sua vida. A sua forma de ser tanto se aplica aos afectos como às responsabilidades enquanto chefe-executiva de uma grande empresa. Um dia, é atacada e violada por um homem mascarado, na sua própria casa. Em vez de chamar a polícia ou entrar em desespero, Michele limpa os estragos, toma banho e arquitecta um plano de vingança. Entre ela e o criminoso dá-se então início a um perigoso jogo de perseguição que depressa fica fora de controlo.

Inspirado no romance "Oh…", escrito, em 2012, por Philippe Djian, um "thriller" psicológico que marca o regresso à realização de Paul Verhoeven ("Delícias Turcas", "Robocop - O Polícia do Futuro", "Soldados do Universo", "O Homem Transparente", "Livro Negro").

Nomeações:

- Óscares 2017 – Melhor Atriz Principal

- Globos de Ouro 2017 – Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Atriz Principal (Drama)

- Césars 2017 – Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Atriz, Melhor Ator Secundário, Melhor Atriz Secundária, Melhor Esperança Masculina, Melhor Argumento Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Som, Melhor Banda Sonora Original

- Festival de Cannes 2017 – Seleção Oficial
Detalhes Técnicos
Duração: 130 min. Vídeo: Widescreen 2.35:1 anamórfico
Áudio: Francês Dolby Digital 5.1
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Verhoeven, ou uma Caricatura da Vida (Pontuação: 7)
Do idoso realizador holandês Paul Verhoeven não se devem esperar grandes filmes, pois ele nunca fez nenhum, e anda "nisto" há cinquenta anos. No entanto, é um autor e tem um estilo, que de novo explana em Elle. Desse estilo faz parte chocar o espectador, e aqui Verhoeven encontra uma história bem à sua medida, a da vida adulta da filha de um psicopata em prisão perpétua, e da sua luta para "não sair ao pai"! Isabelle Huppert foi uma boa escolha para a protagonista, apesar de a sua idade já ser excessiva.
Por Pedro Fernandes (PAçO DE ARCOS)2017-03-15
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
19/Dez
Trailer
19/Dez
Trailer