Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Vénus de Vison (La Vénus à la fourrure)
TrailerAlugar
2 Prémios e 8 Nomeações
Realização:
Roman Polanski
Ano: 2013
Género:
Drama
Idade: M/16
Duração: 96 min
IMDB: 7.4 (2.488 votos)
Há semanas que Thomas (Mathieu Amalric) tenta encontrar a actriz perfeita para "Venus in Furs", a famosa obra do austríaco Leopold von Sacher-Masoch, que agora pretende levar aos palcos de Paris.

Ao final de mais um dia, aparece Vanda, uma mulher intempestiva e desmiolada que, apesar de tudo, tem qualquer coisa de extraordinariamente sedutor. Assim, mesmo relutante, Thomas deixa-a tentar a sua sorte numa audição privada onde fica assombrado com a sua entrega a Wanda von Dunayev, a protagonista. É assim que, durante uma longa e estranhíssima audição, a atracção de Thomas por Vanda começa a crescer até se transformar numa obsessão sem limites...

Um filme com argumento e realização de Roman Polanski ("Repulsa", "O Pianista", "O Escritor Fantasma", "O Deus da Carnificina") que adapta a peça de David Ives.
Detalhes Técnicos
Duração: 96 min. Vídeo:
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Roman e Emmanuelle em plena forma! (Pontuação: 8)
Nos últimos anos Roman Polanski, que é um dos cineastas que nunca se repetiu nem decaiu, tem-se virado para o teatro como fonte de inspiração. Já foi assim com o Deus da Carnificina, e voltou a sê-lo em 2013 com esta Vénus de Vison, em que o autor nos indica explicitamente ao que vamos com a câmara, entrando no teatro na abertura, e abandonando o teatro no final. Polanski, que nunca abandona a sala de teatro, onde nos deixa com os magníficos Mathieu Amalric e Emmanuelle Seigner, consegue um dos filmes mais teatrais da 7ª arte, e que é ao mesmo tempo um estudo sobre o próprio teatro. Juntando a isto a sua mulher, Emmanuelle Seigner, que faz uma Vénus quarentona com uma sensualidade que parece que não foi nem beliscada pelos mais de vinte anos que passaram desde Lua de Mel, Lua de Fel, e temos uma obra de grande interesse, mas também muito exigente para o espectador, pelo que poder voltar atrás por vezes pode ser importante. Polanski, em plena forma!
Por Pedro Fernandes (PAçO DE ARCOS)2016-03-02
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
13/Dez
Trailer
18/Dez
Trailer