Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Assim se Vende um Filme (The Greatest Movie Ever Sold)
TrailerAlugar
2 Nomeações
Realização:
Morgan Spurlock
Ano: 2011
País:
EUA
Idade: M/12
Duração: 90 min
IMDB: 6.6 (7.411 votos)
O realizador nomeado para um Óscar, Morgan Spurlock, explora o mundo do product placement, do marketing e publicidade em ASSIM SE VENDE UM FILME, um filme totalmente financiado através da colocação de produtos de várias marcas.

Apesar da utilização de marcas na promoção de filmes não ser uma novidade em Hollywood, é certamente uma estreia no formato de documentário.

Com humor e perspicácia, ASSIM SE VENDE UM FILME desvenda o processo de marketing para conquistar público, por detrás de portas fechadas diretamente para as reuniões e apresentações de marketing, que finalmente informam as nossas decisões diárias de entretenimento.

É realizado por Morgan Spurlock, escrito por Spurlock e Chilnick Jeremy, e produzido por Spurlock, Chilnick e Abbie Hurewitz através da empresa de produção de Spurlock, Warrior Poets, juntamente com Snoot Entertainment de Keith Calder e Jessica Wu.
Detalhes Técnicos
Duração: 90 min. Vídeo: Widescreen 1.85:1 anamórfico
Áudio: Inglês Dolby Digital 5.1
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
As consequências dum público fraco (Pontuação: 8)
Este meio filme, meio documentário, levanta uma questão muito importante. Com a cada vez maior quebra de receitas do cinema, derivado ao crescente número de pessoas que vêem filmes sem pagar, a indústria encontrou uma forma de contornar isso através dum cada vez maior recurso ao "product placement". Perde a cultura, a compromete-se a genialidade, a arte e engenho dos autores e realizadores, para satisfazer os compromissos publicitários que mantêm a "máquina" a funcionar.

Qualquer dia os filmes até podem ser de borla, ou melhor, pagam às pessoas para entrarem no cinema e assistirem a 90 minutos de publicidade infiltrada. Um grande anúncio a várias marcas, produtos e tendências.

É claro que isto sempre existiu, mas caminhamos do 8 para o 80. E onde fica o cinema de autor, o cinema independente, construído por pessoas que têm paixão, uma visão, uma mensagem e querem usar o cinema como um meio de educação e de divulgação cultural, social e artística?

É por isso que faço sempre questão de pagar pelo que consumo. Prefiro pagar para ler uma revista sem publicidade, mas com artigos isentos e profundos, que receber de borla uma revista oca e cheia de publicidade. No cinema é a mesma coisa. Infelizmente a esmagadora maioria das pessoas parece não pensar assim....
Por Angkor (LISBOA)2013-05-15
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
23/Jul
Trailer
03/Jul
Trailer