Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
A Árvore da Vida (The Tree of Life)
TrailerAlugar
53 Prémios e 47 Nomeações
Realização:
Terrence Malick
Argumento:
Terrence Malick
Ano: 2011
Género:
Drama
País:
EUA
Idade: M/12Q
Duração: 139 min
IMDB: 7.7 (21.709 votos)
Um filme que acompanha a existência de Jack (Hunter McCracken enquanto jovem; Sean Penn em adulto) desde o seu nascimento, nos anos 50, até à idade adulta, da perda da inocência ao cinismo de um homem maduro que é parte da civilização pós-moderna. Jack, o mais velho de três irmãos, cresce dividido entre duas visões divergentes da realidade: o autoritarismo de um pai, ambicioso e descrente (Brad Pitt), com quem vive em perpétuo conflito, e a generosidade e candura de uma mãe (Jessica Chastain), que lhe dá conforto e segurança. Até que um trágico acontecimento vem perturbar o já de si frágil equilíbrio familiar... Quinta longa-metragem do aclamado cineasta Terrence Malick ("A Barreira Invisível"), "A Árvore da Vida" reflecte sobre a origem do universo e de como a tragédia da vida de um ser humano pode ser tão diminuta quando vista a uma escala global.
Detalhes Técnicos
Duração: 139 min. Vídeo: Widescreen 2.40:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês
Legendas: Português,
Extras: Documentário - explorando a árvore da vida
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
As Bad As They Get (Pontuação: 1)
Deus seja louvado por não ter visto este filme. Bem bastou os euros que gastei a alugá-lo há uns anos atrás. O meu apoio entusiástico a Cláudia GG em baixo, duas linhas bastam para o enterrar (é um filme só porque foi filmado).
Por Pedro Fernandes (PAçO DE ARCOS)2015-07-22
Um filme Brilhante (Pontuação: 10)
Mais um magnífico filme de Terrence Malick. A sua obra torna-se, cada vez mais, um caso único na produção cinematográfica, juntamente, talvez, com Bela Tarr.
O cinema na sua máxima expressão artística.
Por Oblomov (PORTELA LRS)2013-11-29
Também não gostei... (Pontuação: 1)
Foi uma seca gigantesca e acabei por desistir a meio. Venceu o sono, o que não é nada habitual...
Se é uma obra de arte, o lugar a que pertence é numa galeria e não numa sala de cinema ou televisão.
Falha com a obrigação de cativar, e no mínimo manter o espectador acordado.
Por R. Mateus (VENDA DO PINHEIRO)2012-07-24
Sim Péssimo!!!!
Peço desculpa Angkor mas sim péssimo.. Qual mensagem? Ai é que está a minha questão, não há mensagem, há um estado depressivo do principio ao fim. Há filmes que não fáceis nem para todos como começa por dizer mas têm mensagem, conteudo (mais ou menos estranho, que se goste mais ou menos, que se interprete de uma maneira ou de outra) aqui infelizmente não há nada....
Por Cláudia GG (OEIRAS)2012-07-06
Péssimo...? (Pontuação: 7)
Este filme não é para toda a gente, nem para ser visto como um filme qualquer, que termina no final. É um filme que incita ao debate. Que requer uma introdução prévia pelo autor, seguido duma discussão após a visualização. Um filme para nos fazer pensar. Felizmente que o DVD vinha com um "Documentário - explorando a árvore da vida" que visionei antes do filme e que me ajudou a perceber melhor a mensagem e intenção do autor.

Um filme que só aqueles que chegam a um ponto das suas vidas e reconhecem haver uma realidade espiritual, podem melhor entender e saborear.

Não é um filme que possa ser facilmente comparado com outros filmes.
E por isto tudo e muito mais, é um filme que exige paciência, vontade, curiosidade e uma mente aberta.

Não quero com isto dizer que seja um filme perfeito. Não é. A começar pelo facto da escolha de "Brad Pitt" ter levado ao engano muitas fãs dos seus atributos físicos, que provavelmente desistiram a 1/3 do filme...

A própria mensagem é uma visão pessoal do autor, que podemos concordar ou discordar, ou apenas parcialmente. Onde cada um pode tirar as suas próprias conclusões.

O mais curioso é que a mensagem do filme é explicitamente falada no início e no final.
É a escolha que fazemos entre a "Graça" e a "Natureza". Concordo com o caminho da "Graça", sem dúvida o mais evoluído, que nos permite quebrar o ciclo do sofrimento e ascender a um estágio superior de consciência. Mas não concordo 100% com o uso do termo "Natureza", pois é uma comparação injusta. Não são dois opostos.

Se fosse o autor, diria que é uma escolha entre "poder" e "força". Sendo que a "força" é algo imposto, exterior, que poder ser aplicado com recurso a força física, armas (algo externo), mas que nunca resolve nada de forma permanente. E "poder" é algo que vem de dentro, que inspira, que se basta, que traz paz e harmonia. Neste sentido, a "natureza" é "poder". Já a maior parte das criações do homem são "força". Um outro exemplo: Gandhi é "poder", Hitler é "força".

E muitos mais havia para dizer... ;)
Por Angkor (LISBOA)2012-07-05
Péssimo (Pontuação: 1)
De lamentar que a qualidade dos actores seja manchada por um filme tão mau a todos os niveis. Se quiser ver imagens de planetas, de alforrecas e de átomos vejo documentários dos varios canais À disposição na televisão.
Por Cláudia GG (OEIRAS)2012-07-04
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
25/Set
Trailer
02/Out
Trailer