Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Premiados TOP + Reposições Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Igualdade de Sexos (Made in Dagenham)
TrailerAlugar
11 Nomeações
Realização:
Nigel Cole
Argumento:
William Ivory
Ano: 2010
Idade: M/12
Duração: 113 min
IMDB: 7.1 (2.327 votos)
A trabalhar em condições extremamente precárias, muitas horas seguidas, e preocupadas em conciliar o trabalho com a vida doméstica, as mulheres da fábrica de Dagenham perdem finalmente a paciência, quando são classificadas como ´não qualificadas`. Com humor, bom senso e coragem, Rita e as outras mulheres, reivindicando igualdade de direitos, viram-se contra os seus patrões, contra a comunidade local e, finalmente, contra o governo, usando a sua inteligência e imprevisibilidade que se revelam à altura de qualquer um dos seus oponentes masculinos. Ousando resistir e quebrando barreiras, as mulheres mudam um sistema que ninguém queria admitir que estivesse ultrapassado.
Detalhes Técnicos
Duração: 113 min. Vídeo: Widescreen 2.35:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Um filme a não perder (Pontuação: 8)
É sempre gratificante ver um filme que combina factos históricos, que culminam em mudanças sociais e políticas e ao mesmo tempo entretém.

Este filme tem isso tudo e muito mais. Uma lição da história recente, provavelmente desconhecida para a esmagadora maioria.

O ponto alto e de viragem do filme é quando Rita (Sally Hawkins) explica aos representantes da empresa e do sindicato porque é que o trabalho delas é "especializado". A partir daí, temos uma heroína que cresce, sempre há altura dos acontecimentos, até um brilhante discurso perto do final que desarma os sindicalistas "homens".

Reparem que estas mulheres não tinham apenas que vencer os patrões, mas também os "colegas homens". Uma luta em duas frentes, que não foi nada fácil.

Um filme muito pertinente, actual e recomendado para os dois sexos.

PS: "obriguei" a minha mulher a ver este filme ;)
Por Angkor (LISBOA)2012-03-16
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos