Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Camino (Camino)
TrailerAlugar
18 Prémios e 5 Nomeações
Realização:
Javier Fesser
Argumento:
Javier Fesser
Ano: 2008
Género:
Drama
País:
Espanha
Idade: M/12
Duração: 138 min
IMDB: 7.5 (1.477 votos)
Uma viagem de emoções inspirada na história verídica de uma cativante criança de 11 anos que se depara com duas situações completamente novas na sua vida: a paixão e a morte.

Vencedor de 6 Prémios Goya:
- Melhor Filme
- Melhor Realizador
- Melhor Argumento Original
- Melhor Actriz
- Melhor Actor Secundário
- Melhor Actriz Estreante
Detalhes Técnicos
Duração: 138 min. Vídeo: Widescreen 2.35:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Castelhano
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Filmes que nos ajudam a pensar... (Pontuação: 10)
Este filme tem sem dúvida todos os ingredientes para ser considerado um excelente filme. O argumento, faz-nos pensar, retrata os problemas da fé, mais concretamente da Opus day. O Realizador fez um trabalho excelente, podendo por vezes transmitir uma crítica à fé e outras porém uma homenagem à mesma. É brilhante como nos deixa espaço a nós par tirar as suas conclusões. Eu tirei a minha. Apesar de não ser crente, não sou radical, e aceito quem o seja e quem não seja. É uma opção pessoal. Mas como em tudo, o que é demais é prejudicial. O facto de ser uma história verdadeira torna esse julgamento mais importante!
Por Ana Cabrinha (MEM MARTINS)2014-04-18
A religião como terror (Pontuação: 9)
Eis um filme que nos agarra pelos colarinhos, nos levanta do chão, nos esfrangalha completamente e atira ao chão os nossos restos. Tudo em nome da religião. Uma história demasiado forte para um realizador ainda algo inexperiente como Javier Fesser, que podia ter feito melhor. Mas aquilo que fez é assustador. Uma pré-adolescente (magnífica Nerea Camacho) é educada (desde muito cedo) segundo preceitos católicos que rondam o puro fanatismo, de forma a poder vir um dia a integrar a Obra da Opus Dei, para onde já foi "transferida" a sua irmã. Só que um dia adoece. A doença, para além de terminal, provoca dores excruciantes. Um verdadeiro martírio, e com apenas 11 anos. Fica tetraplégica, perde a visão, e etc.(o quadro completo). Um horror. E um dia, dada a beatitude da criança, os representantes da Opus Dei começam a perceber que podem fazer dela um exemplo e, quem sabe, a criança até pode vir um dia a ser beatificada, dado a serenidade com que aceita todo o seu martírio aqui na Terra. Um tema polémico, sem dúvida. Até espanta que tenha ganho o Goya de Melhor Filme Espanhol, que não tenha sido ostracizado, dado o poder que instituições como a Opus Dei detêm na sociedade. E no entanto, o próprio filme é polémico, nunca se decidindo pela crítica explícita à instituição. De facto, olhando sob outro ponto de vista, o filme até pode ser visto como uma glorificação da religião. Confusos? Então vejam o filme.
Por PMatos (BARREIRO)2011-08-21
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
03/Jul
Trailer
23/Jul
Trailer