Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Reviver o Passado em Brideshead (Brideshead Revisited)
TrailerAlugar
10 Nomeações
Realização:
Julian Jarrold
Ano: 2008
Género:
Drama
Idade: M/12
Duração: 133 min
IMDB: 6.9 (2.534 votos)
Reviver o Passado em Brideshead é uma história pujante de amor proibido e perda da inocência, passada em Inglaterra na época anterior à segunda guerra mundial, num período em que a aristocracia começa a perder alguns dos seus maiores privilégios.
A história começa em 1925 em Oxford com o início de uma amizade entre Charles Ryder e o empreendedor e brilhante Sebastian Flyte, filho de Lord e Lady Marchmain.

Charles é rapidamente seduzido pelo mundo opulento e glamoroso de Sebastian, ficando contente com o convite para Brideshead, a magnífica casa ancestral dos Marchmain.

Cego pelo mundo que o rodeia Charles começa a apaixonar-se pela lindíssima irmã de Sebastian, Júlia.
À medida que aumenta o sentimento que Charles nutre pela jovem Júlia, este dá por si a entrar, cada vez mais, em confronto com a profunda fé católica que une aquela família.
Detalhes Técnicos
Duração: 133 min. Vídeo: Widescreen 2.35:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Aristocracia em decadência (Pontuação: 7)
É inevitável a comparação com a magnífica série feita nos anos 80, a partir do mesmo livro. Assim como é impossível não compararmos o Lord Marchmain do Laurence Olivier com o do Michael Gambon. Na comparação, é inevitável que este filme fique sempre a perder. E, no entanto, o filme até é bastante interessante. A história do livro do Evelyn Waugh é muito poderosa e o filme não a desbarata. Consegue transmitir-nos o peso e a opulência da mansão de Brideshead, a decadência da aristocracia, o peso da religião e a forma como pode envenenar as relações familiares. No final, tudo se resumirá mesmo ao peso dessa religião e à dificuldade (quase impossibilidade) em ultrapassá-la ou viver com ela. O elenco é exemplar. A Emma Thompson é divina!
Por PMatos (BARREIRO)2011-01-11
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
10/Jul
Trailer
18/Jul
Trailer