Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Reencontrar o Passado (Flashbacks of a Fool)
TrailerAlugar
Realização:
Baillie Walsh
Argumento:
Baillie Walsh
Ano: 2008
Género:
Drama
Idade: M/12
Duração: 112 min
IMDB: 6.8 (2.274 votos)
Joe Scott (Daniel Craig) é uma estrela de Hollywood, cujo estilo de vida hedonista, cheio de sexo, drogas e vaidade, está a levá-lo progressivamente para o abismo. Recordações de 25 anos antes revelam um jovem Joe (Harry Eden) numa pequena cidade costeira inglesa, ao som dos Roxy Music e de David Bowie, onde os ritos de passagem a jovem adulto estabelecem as fundações para os sonhos de celebridade que acalenta. Mas, confrontado com uma tragédia, ele é forçado a fugir e a procurar uma vida nova. De volta ao presente, e de regresso a Inglaterra para o funeral de um amigo de infância, Joe terá finalmente de enfrentar os fantasmas do seu passado.
Detalhes Técnicos
Duração: 112 min. Vídeo: Widescreen 2.35:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês
Legendas: Português,
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Excelente surpresa. Bom para ver a 2 (Pontuação: 8)
Comecei a ver este filme com receio de estar a perder tempo. Acabei fascinado e rendido aos vários atributos que me proporcionaram quase 2 horas de prazer. O filme é passado no presente - com o actor Daniel Craig num papel de vedeta em declínio - e no passado com a sua personagem quando jovem adolescente. Essa parte da história é a mais interessante e a que nos agarra ao ecrã e acaba por nos fazer gostar deste tipo rude e hedonista em que se tornou. Assistimos aos seus primeiros passos nos jogos do amor e do sexo duma forma muito sensual e verídica e à tragédia que a escolha do sexo em prol do amor provoca, tal qual uma tragédia grega.

O filme tem partes comoventes que nos tocam e cenas de grande qualidade artística: a cena do jovem Scot e da bela Felicity Jones a dançarem ao som de Roxy Music é memorável.

Em suma, um bom filme, com uma boa história, ideal para ver com a namorada ;)
Por Angkor (LISBOA)2009-03-17
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos