Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull)
TrailerAlugar
2 Prémios e 21 Nomeações
Realização:
Steven Spielberg
Ano: 2008
País:
EUA
Idade: M/12
Duração: 125 min
IMDB: 7.0 (86.108 votos)
O mais recente aventura de Indiana Jones tem o seu início no Sudoeste desértico, em 1957 – no auge da Guerra Fria.
Indy e o seu companheiro Mac (Ray Winstone) escaparam por pouco a um confronto com maléficos agentes soviéticos, num aeródromo remoto.
Agora, o Professor Jones voltou a casa, à Faculdade Marshall – para descobrir que as coisas foram de mal a pior.
O seu amigo íntimo e reitor da faculdade (Jim Broadbent) explica que as recentes actividades de Indy o tornaram suspeito e o governo começou a pressionar o estabelecimento de ensino para despedi-lo.
Ao sair da cidade, Indiana encontra o rebelde e jovem Mutt (Shia LaBeouf), que guarda um certo rancor contra o arqueólogo aventureiro, mas que lhe traz uma proposta: se ele ajudar Mutt numa missão de carácter intimamente pessoal, Indy pode muito bem fazer uma das mais espectaculares descobertas arqueológicas da história – a Caveira de Cristal de Akator, um lendário objecto de fascínio, superstição e terror.
Mas quando Indy e Mutt se dirigem aos recantos mais remotos do Peru – uma terra de túmulos ancestrais, exploradores esquecidos e de uma suposta cidade de ouro – depressa compreendem que não se encontram sozinhos na sua busca.
Os agentes soviéticos estão também em perseguição da Caveira de Cristal. A liderá-los encontra-se a gélida e devastadoramente bela Irina Spalko (Cate Blanchett), cuja unidade militar de elite percorre o globo em busca da Caveira de Cristal, a qual acreditam poder ajudar os soviéticos a dominar o mundo… se conseguirem desvendar os seus segredos.
Indy e Mutt têm de arranjar um modo de iludir os implacáveis soviéticos, seguir um impenetrável rasto de mistério, debater-se com inimigos e amigos de motivos duvidosos e, acima de tudo, impedir que a poderosa Caveira de Cristal caia nas mãos mais letais.
Detalhes Técnicos
Duração: 125 min. Vídeo: Widescreen 2.40:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês Checo Hungaro
Legendas: Português, Inglês, Checo, Croata, Hebraico, Árabe, Polaco, Sérvio, Bulgaro, Hungaro, Romeno, Esloveno, Islandês, Eslovaco
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Um regresso hà muito aguardado! (Pontuação: 10)
"Indiana Jones e a Grande Cruzada" terminava com os hérois a cavalgarem em direcção ao sol poente, tal como Lucky Luke no final das suas aventuras. Era para ser o final das aventuras do nosso Arqueólogo e aventureiro preferido, mas, no fundo, todos sabíamos que não iria ser assim, era uma questão de tempo...19 anos depois as nossas preces foram ouvidas e Indiana Jones regressa para uma nova aventura, e que aventura!
Em 1957 o mundou mudou, os vilões também e até Indy já não tem pujança de outros tempos. Mas basta um (pequeno) grande abalo (neste caso uma explosão nuclear!) para que ele volte à sua melhor forma. O cinema, como entretenimento, agradece e o público rejubila com esta aventura.
Desde a primeira cena até ao final, passando pelos magnifícos acordes do tema principal, todo o filme é acção imparável. Os poucos momentos de calmaria e descontracção servem para respirarmos um pouco até á próxima cena.
É um filme feito de referências aos filmes anteriores da série, sendo o mais referido, o genial "Os Salteadores da Arca Perdida"daí não ser estranha a presença de Marion Ravenwood (Karen Allen) que já acompanhara Indy na referida aventura.
A comandar tudo isto estão George Lucas e Steven Spielberg que, juntamente com Harrison Ford, redefiniram as regras pelas quais se rege o filme de aventuras. Produção soberba e realização criativa juntamente com a interpretação de Harrison Ford, que não esconde que os anos passaram por ele, dá o resultado que todos esperávamos: uma aventura que todos queriam fazer e como hà muito não se via. Ainda bem que assim é!
Um conselho: antes de embarcar nesta aventura, aconselha-se o visionamento dos filmes anteriores de preferência, não pela ordem com que foram feitos, mas sim pela sua ordem cronológica, para uma melhor consistência da personagem, assim sendo fica: "Indiana Jones e o Templo Perdido" acção passa-se em 1935; "Indiana Jones e os Salteadores da Arca Perdida" passa-se em 1936; "Indiana Jones e a Grande Cruzada" passa-se em 1938; Finalmente "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" em 1957.
a não perder!
Por Rui Cunha (ALGUEIRÃO)2009-01-21
Estória bem esgalhada (Pontuação: 8)
Apesar da sobrevivência a uma explosão nuclear ser uma verdadeira loucura (só digna dum qualquer herói de banda desenhada), o resto é bem habitual nas boas actuações deste herói da sétima arte. Harrison Ford no seu melhor!
Por Rogério Marques (LISBOA)2008-11-16
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
19/Dez
Trailer
19/Dez
Trailer