Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Expiação (Atonement)
TrailerAlugar
24 Prémios e 66 Nomeações
Realização:
Joe Wright
Ano: 2007
Idade: M/12
Duração: 130 min
IMDB: 7.9 (52.475 votos)
Em 1935, uma escritora de 13 anos, Briony Tallis, e a sua família vivem uma vida de riqueza e privilégios na sua ostentosa mansão. No dia mais quente do ano, gera-se uma atmosfera asfixiante, por culpa da ágil imaginação de Briony. Robbie Turner, o filho do mordomo, vive apaixonado pela irmã de Briony, Cecilia e basta apenas uma faísca para a relação se tornar mais forte. Quando isso acontece, Briony - que tem um fraquinho por Robbie - sente-se no direito de interferir, resolvendo acusá-lo de um crime que não cometeu. Cecilia e Robbie declaram-se, mas ele é preso - e em conjunto com a falsa testemunha Briony, o rumo destas três vidas é alterado para sempre. Briony tenta encontrar o perdão pelo erro infantil e através de um acto terrivelmente imaginativo, encontra um caminho para a redenção, e compreensão daquele tipo de amor que perdura.
Detalhes Técnicos
Duração: 130 min. Vídeo: Widescreen 1.85:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês, Francês, Espanhol
Legendas: Português, Francês, Espanhol, Grego, Islandês, Inglês para deficientes auditivos
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Bonito em tudo
Um filme bonito em todos os aspectos: uma história envolvente, uma realização de excelência e sobretudo o que torna este filme de uma beleza extraordinária é a fotografia que explora a luz de uma forma muito interessante.
Por FAntunes (CARNAXIDE)2009-04-29
A original revisitação do cinema clássico
Expiação: do Lat. expiatione s. f., acto para aplacar a divindade; castigo ou sofrimento de pena, uma compensação do delito praticado; penitência; reparação.

Baseado no aclamado romance de Ian McEwan, o realizador Joe Wright agarra todo o potencial desta obra literária, e transforma-a num filme possuidor de uma qualidade temática invejável, muito bem complementada pela sua segura realização, vestida de momentos artísticos de grande relevância (o notável plano-sequência na praia entre os soldados é um verdadeiro tour de force).

Toda a narrativa é construída sobre personagens de enorme peso humano, e Keira Knightley volta a demonstrar porque é uma das maiores actrizes da actualidade, acompanhada do sólido James McAvoy, um condenado inocente que carrega em si um pecado que não lhe pertence. No fundo, temos um brilhante ensaio sobre o efeito destrutivo e galopante do crime de uns, que marca o castigo de outros, e sobre esta premissa desenrola-se este estupendo drama que nos remete para as vicissitudes da vida, para aquele amor intemporal e sobrevivente à mancha humana de qualquer pecado, para a procura incessante da redenção.

Numa saudável convergência de ideias, o que McEwan e Wright nos oferecem no final é uma profunda análise ao diptíco "Ficção/Realidade" enquanto ferramenta-chave no processo no decorrer de uma vida, e sobretudo, da importância do papel que se representa no interior da mesma.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
2008-05-05
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
23/Jul
Trailer
24/Jul
Trailer