Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Brevemente... Novidades Promoção TOP + Reposições Premiados Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Nome de Código - Cloverfield (Cloverfield)
TrailerAlugar
1 Prémio e 11 Nomeações
Realização:
Matt Reeves
Argumento:
Drew Goddard
Ano: 2008
País:
EUA
Idade: M/16
Duração: 112 min
IMDB: 7.6 (99.809 votos)
"Há algo que nos encontrou..."
Cinco jovens de Nova Iorque organizam uma festa de despedida para um amigo, na mesma noite em que um monstro, do tamanho de um arranha-céus, arrasa a cidade. Visto da perspectiva da camara de vídeo destes, o filme é um testemunho da sua tentativa de sobreviver ao mais irreal e aterrorizador acontecimento das suas vidas.

Um filme produzido por J.J. Abrams, criador de «Perdidos» e «A Vingadora».
Detalhes Técnicos
Duração: 112 min. Vídeo: Widescreen 1.78:1 anamórfico
Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês, Checo, Hungaro STEREO Polaco
Legendas: Português, Inglês, Checo, Croata, Grego, Hebraico, Árabe, Polaco, Sérvio, Bulgaro, Hungar, Romeno, Esloveno, Islandês, Eslovaco
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Gostos não se discutem (Pontuação: 8)
mas ao contrário do Nuno, eu gostei e muito do Cloverfield. Apesar do filme ser filmado sempre na pessoa duma das personagens do filme, como se tratasse dum video caseiro, a qualidade da imagem é excelente. Os efeitos especiais de primeira qualidade o que ajuda a tudo parecer mais real e estar mesmo a acontecer. Tal como disse num anterior comentário ao REC, esta forma de filmar não é original, mas aplicado a este género de filme penso que está bastante original e resulta muito bem. Eu vejo este filme como um REC com um orçamento muito superior (afinal o REC é espanhol e o Cloverfield americano) e num cenário muito mais abrangente (a ilha de Manhattan versus o interior dum prédio em REC). Ou então imaginem um Guerra dos Mundos (mas melhor) filmado pelo Tom Cruise ;)
Só para terminar, gostaria de deixar claro, que apesar do REC ter um orçamento claramente inferior ao Cloverfield, não fica atrás e gostei o mesmo tanto (muito) dos dois.
Por Angkor (LISBOA)2008-11-19
fraco
um filme do produtor de perdidos parecia ser um filme interessante mas depois de ser a desilusao foi grande, parece um filme filmado com uma camara video8 velhinha, estilo blair witch mas muito poir.
a evitar
Por Nuno Louro (MOSCAVIDE)2008-11-17
Os fantasmas da América (Pontuação: 8)
Eis um exemplo fantástico da força do marketing do cinema (cultivado pela pouca informação que o site dispunha, o que lançou uma curiosidade insaciável no público e despertou uma procura enorme na Internet), feita, refira-se antes de mais, com uma coerência e qualidade reais (em oposição, por exemplo, ao medíocre O Projecto Blair Witch). Sobre o olhar atento de J.J. Abrams (A Vingadora, Perdidos, M:I:3) que deu a cara pelo filme e se sentou comodamente na cadeira da produção, o realizador Matt Reeves (que veio do mundo da TV, tal como Abrams) concebe uma obra distinta a vários níveis, e que nos dá que pensar sobre o cinema e o seu futuro.

Filmado com uma câmara de vídeo (que, surpreendentemente, não cansa visualmente o espectador um único minuto), "Nome de Código: Cloverfield" é-nos mostrado pelas pessoas da festa, que gravam tudo durante o seu infernal percurso pela cidade – e é sobre esse dispositivo de documentário/filme que nos é apresentada esta obra vibrante, que nos dá conta de uma arrojada realização e montagem, bem como uma clara noção dramática e de suspense tão bem medida e perfeitamente distribuída pelos curtos 85 minutos do filme. São vários os géneros incluídos nesta obra, que fazem dela um objecto de cinema original, onde o seu misticismo (e o final), pendurados sobre a questão da problematização do “propósito de tudo ter acontecido”, recordam, inevitavelmente, a obra-prima "Os Pássaros" (1963), de Alfred Hitchcock.
 Francisco Toscano Silva   Crítico Residente 
2008-05-05
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Novo
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos
03/Jul
Trailer
10/Jul
Trailer