Cineteka.com - Videoclube de culto para cinéfilos exigentes
Videoclube Adesão Ajuda Preçário Contactos Parcerias Login

Premiados TOP + Reposições Ao Acaso Acção Animação Aventura Biografia Clássico Comédia Crime/Policial Desporto Documentário Drama Família Fantasia Ficção C. Film Noir Guerra História Musical Religião Romance Séries/TV Terror Thriller Viagens Western Erótico
Anjos Caídos (reposição) (Duo luo tian shi)
TrailerAlugar
7 Prémios e 7 Nomeações
Realização:
Kar Wai Wong
Argumento:
Kar Wai Wong
Ano: 1995
Género:
Drama
País:
Hong Kong
Idade: M/16
Duração: 93 min
IMDB: 7.7 (12.401 votos)
O ponto culminante deste grande cineasta fetichista. Fulminante.
Vasco Câmara, Público
O Matador já trabalha com a Agente há 155 dias. Os negócios não podiam correr melhor, mas ele começa a ter dúvidas sobre a ética profissional. A Agente faz as marcações, "limpa" o local depois dos "trabalhos" e parece algo obcecada em saber onde ele está ou esteve. Amar um estranho é mais fácil que amar o patrão. O Matador tem que agir. Em vez de uma carta de amor ou de despedimento, ele deixa à Agente uma moeda no bar onde se costumam encontrar. A sua mensagem é a música 1818 da Jukebox chamada "Forget Him". Depois parte com "Punkie" para uma viagem de excessos.
Detalhes Técnicos
Duração: 93 min. Vídeo: Widescreen 1.66:1 anamórfico
Áudio: Cantonês Dolby Digital 2.0
Legendas: Português
Extras: Trailers: «Anjos Caídos», «Chungking Express» e «Felizes Juntos»
Comentários dos utilizadores: Escreva um comentário sobre este título
Os anos 90 já lá vão ... (Pontuação: 9)
Como uma das suas primeiras aventuras no seu muito próprio processo de produção cinematográfica quase 'improvisado', Wong Kar Wai brilha ao entregar-nos mais uma electrizante aventura, provida de equilibradas dozes de vertigem, doçura e crudez humana; esta produção de '95 é uma impressão purissima do expressionismo 'pop' dos anos '90 e da onda 'jovem' que se sentia. Anjos Caídos, Duo luo tian shi, no titulo original, conta duas historias muito paralelas de duas pessoas apaixonadas e não correspondidas, e da sua incansável procura e crescimeto (ou não).

Intrinsecamente relacionado com Chungking Express, tendo sido até originalmente ideia do realizador incluir esta história na 'duologia' de CE, e sendo vizualmente muito parecido (embora utilize lentes mais amplas o que cria um efeito quase vertiginoso, mais energético) as duas linhas principais da historia quase nunca se tocam, mas, ao contrário de CE, acontecem lado a lado.

Contando com a participação da habitual estrela do cinema japonês Takeshi Kaneshiro de Wong Kar Wai, e a maravilhosa Michelles Reis, de descendencia Portuguesa, este filme impressiona a todos os niveis; embora a temática de wkw seja marcantemente centrada em histórias de amor, nele podemos encontrar diferentes fases e sempre inovação acompanhada de uma personalidade muito forte, este filme é, possivelmente, a sua maior obra como tambem a sua mais esquecida, sendo muito dificil encontra-la à venda na Europa.

Corre, no entanto, o risco de ser demasiado 'nouvelle vague', até lamechas, para o que estamos habituados como audiencia, mas passadas as primeiras barreiras, que de certa fora só existem para quem olha pela primeira vez para WKW, é uma aventura a não perder e uma verdadeira doze de juventude.

Este filme é um pico do cinema de WKW, um herói de tantos, como Quantin Tarantino e do festival de Cannes do ano passado, com o incompreendido 'My Blueberry Nights'.

Um filme a não perder, principalmente para fãs de WKW e do visualismo incandescente do sempre extravagante Christopher Doyle.
 Guilherme Ribeiro   Crítico Residente 
2008-07-05
Se gostou deste título, também recomendamos:
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer
Trailer

Últimos comentáriosPróximos Lançamentos